Um dos projetos mais audaciosos e que vai mudar a cara do Jardim Analia Franco está pronto, Inicialmente batizado de INTERPRIME, o novo complexo comercial ganhou o nome final de POWER CENTER REGENTE FEIJÓ. A Obra ao lado do Shopping Anália Franco que durante meses gerou a curiosidade de quem mora ou frequenta o bairro inaugura nesse dia 07.12 com a abertura da loja Leroy Merlin.

O POWER CENTER REGENTE FEIJÓ será o mais novo Shopping da Região. O Complexo conta com uma Área total construída de: 49.216,59m² e sua construção está sendo realizada pela Porte Engenharia e Urbanismo, em um projeto chamado de Built to Suit. O Built to Suit consiste na construção de um imóvel sob medida para um locatário exclusivo. Neste modelo, o projeto é concebido para atender uma série de exigências pré-definidas e usos específicos.

O Complexo vai abrigar diversas lojas âncoras e de renome, entre elas uma loja gigante da Leroy Merlin. Também está prevista a chegada de uma super loja do Pão de Açucar!

A arquitetura do POWER CENTER REGENTE FEIJÓ é fantástica e se insere em uma das regiões mais bem servidas de shopping centers da cidade. O Projeto vai mudar a paisagem da região. Idealizado e projetado em parceria com a Kruchin Arquitetura, o POWER CENTER REGENTE FEIJÓ tem uma fachada composta por vidro e um extenso painel de concreto moldado in loco com aproximadamente 200 m de comprimento.

A região da Zona Leste também lidera vários rankings: tem o maior shopping center do país, o Aricanduva, o maior McDonald’s do Brasil, no shopping Itaquera, a maior Etna (loja de móveis e decoração) do país, na marginal Tietê, além de grandes lojas ao longo das vias expressas, como a Dicico e a Sam’s Club, que ficam na Radial Leste.

Para o arquiteto Julio Cesar Olivieri, membro do conselho de política urbana da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e dono de um escritório na região, o grande desafio para o futuro comercial da zona leste será atrair consumidores de outros locais.

“Ainda predomina um estigma de bairro operário muito grande na imagem da zona leste”, afirma Olivieri. “É algo que não corresponde à realidade.”

O arquiteto ressalta que, desde a inauguração da Arena Corinthians, moradores de áreas mais distantes têm passado a frequentar o lugar. Para ele, o fluxo pode reacender o potencial comercial da zona leste. Olivieri pondera, no entanto que essa mudança pode demorar ainda “uns dez anos” para se começar a se concretizar.

Nós acompanhamos a obra desde do início e fizemos diversas imagens do empreendimento sendo construido, mostrando a evolução,confira com o projeto final.